Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Dissertações
Up

Plantas Medicinais da Caatinga nas Áreas Urbana e Rural no Município de Antonina do Norte, CE

File Name:
francisca de ftima silva 2016 dissertao.pdf
File Size:1.35 MB
Date:30. Janeiro 2018

Ano: 2016

Orientando(a): Francisca de Fátima Silva de Sousa

Orientador(a): Profa. Dra. Marta Maria de Almeida Souza

Resumo: Muitos estudos etnobiológicos vêm sendo realizados no Brasil, sendo a etnobotânica um dos campos mais estudados nos últimos anos, devido ao seu caráter interdisciplinar na busca de entender as inter-relações entre os seres humanos e as plantas. O objetivo do presente estudo foi realizar um levantamento etnobotânico das plantas medicinais usadas por comunidades das zonas rural e urbana no município de Antonina do Norte, Ceará, Brasil, eleger espécies potenciais para estudos farmacológicos, verificando a versatilidade das espécies utilizadas e o consenso de uso e/ou conhecimento entre os informantes através da Importância Relativa (IR) e do Fator de consenso dos informantes (FCI). As informações etnobotânicas foram obtidas através de entrevistas estruturadas e semiestruturadas. Foram selecionados 30 especialistas locais, sendo 12 da zona rural e 18 da zona urbana, pela técnica “bola de neve”. Foi registrado um total de 121 espécies, sendo 99 espécies na zona rural e 80 na zona urbana, com 58 espécies em comum, tanto nativas quanto exóticas. Com maior versatilidade de uso (IR>1,00) a zona rural apresentou 36 espécies, destacando-se Miracrodruon urundeuva Allemão, Aloe vera (L.) Burm. F, Cereus jamacaru DC., Libidibia ferrea (Mart.) L. P. Queiroz, Ximenia americana L. ,enquanto a zona urbana apresentou 13 espécies, destacando-se Cymbopogon citratus (D.C) Stapf., Nasturtium officinale W. T Aiton, Cinnamomum zeylanicum, Lippia alba (Mill.) N. E. Br. ex Britton & P. Wilson. As indicações terapêuticas citadas foram agrupadas em 14 categorias de sistemas corporais, com o Transtorno do Sistema Respiratório (TSR), obtendo o maior consenso entre os informantes na zona rural, e Lesões, Envenenamentos e Outras Consequências de Causas Externas (LEOCCE) na zona urbana. Nas zona rural e urbana predominaram as espécies exóticas, com o maior número de espécies nativas na zona rural, sendo as doenças mais indicadas, gripe, febre, dor de cabeça, inflamação no útero e ovários e diarreia na zona rural e gripe, tosse, diabetes, colesterol alto hipertensão, ferimentos em geral e diarreia na zona urbana. As partes mais utilizadas das plantas foram as folhas para as espécies exóticas e as entrecascas para as nativas tanto na zona rural como na zona urbana. As duas comunidades apresentaram um amplo conhecimento e uso das plantas medicinais, apresentando 47,90% de espécies comuns para tratar as enfermidades.

Palavras-chave: Indicações terapêuticas; Semiárido; Importância Reativa; Fator de consenso de Informantes

 

Powered by Phoca Download

Calendário

Maio 2022
D 2a 3a 4a 5a 6a S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4