Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Dissertações
Up

Óleos essenciais no controle de Tetranychus evansi baker & Pritchard e Tetranychus urticae koch (acari: tetranychidae)

File Name:
morgana maria de sousa delfino.pdf
File Size:512.13 kB
Date:26. Setembro 2018

Ano: 2012

Orientando(a): Morgana Maria de Sousa Delfino

Orientador(a): Profa. Dra. Imeuda Peixoto Furtado

Co-Orientador(a): Dr. José Galberto Martins da Costa

Resumo: Tetranychus evansi Baker & Pritchard e Tetranychus urticae Koch são importantes ácaros praga de plantas em muitos países. Populações desses fitófagos têm apresentado resistência a diversos grupos de acaricidas químicos, o que tem incentivado a busca por produtos naturais com propriedades acaricidas. Óleos essenciais têm sido os produtos vegetais mais investigados quanto a efeitos acaricidas. O presente estudo investigou a composição química e o potencial acaricida dos óleos essenciais de folhas frescas de Eugenia uniflora L. (Myrtaceae) e Lippia sidoides Cham. (Verbenaceae) sobre os ácaros T. evansi e T. urticae. Os óleos foram extraídos em aparelho do tipo Cleavenger modificado por hidrodestilação. As análises das composições químicas dos óleos foram realizadas por Cromatografia Gasosa acoplado a Espectrometria de Massas (CG/EM). Testes de repelência, fumigação e efeito residual foram realizados. O óleo essencial de E. uniflora apresentou como constituintes os sesquiterpenos selina-1,3,7(11)-trien-8-ona (52,05%) e epóxido de selina-1,3,7(11)-trien-8- ona (47,95%). O óleo de L. sidoides revelou timol (84,9%), -cimeno (5,33%) e etil-metilcarvacrol (3,01%) como constituintes majoritários. O óleo de E. uniflora repeliu T. evansi apenas no intervalo de 12 horas após o início dos testes nas concentrações de 0,50 e 0,75%. Sobre T. urticae, esse óleo foi repelente em todos os períodos de tempo avaliados em diferentes concentrações. Os vapores do óleo de E. uniflora provocaram mortalidade de 100% de T. evansi em todas as concentrações e períodos de tempo avaliados. Sobre T. urticae, a maior mortalidade ocorreu em 48 e 72 horas após o início dos testes a partir da concentração de 2μL/L de ar. O óleo de E. uniflora provocou mortalidade de T. evansi por efeitos residuais depois de 24 horas nas concentrações de 0,75 e 1%. Sobre T. urticae os resíduos desse óleo não apresentaram mortalidade significativa. O óleo de L. sidoides não provocou efeito repelente sobre T. evansi, no entanto, sobre T. urticae o óleo foi repelente em todos os intervalos de tempo e concentrações avaliados. Os vapores do óleo de L. sidoides foram tóxicos a T. evansi e T. urticae provocando mortalidade de 100% em todos os intervalos de tempo avaliados e em todas as concentrações testadas. O óleo de L. sidoides não apresentou efeito residual sobre os tetraniquídeos estudados. As atividades reveladas pelos óleos de E. uniflora e L. sidoides neste estudo indicam a potencialidade desses produtos no controle dessas pragas em ambientes de atmosfera conhecida, como casas-devegetação e estufas.

Palavras-chave: Eugenia uniflora, Lippia sidoides, Tetranychus evansi,Tetranychus urticae, óleo essencial.

 

Powered by Phoca Download

Calendário

Maio 2022
D 2a 3a 4a 5a 6a S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4