Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Dissertações
Up

Etnofarmacologia de Plantas Medicinais do Carrasco no Nordeste do Brasil

File Name:
dissertao renata kelly dias souza.pdf
File Size:1.19 MB
Date:26. Setembro 2018

Ano: 2012

Orientando(a): Renata Kelly Dias Souza

Orientadora: Profa. Dra. Marta Maria de Almeida Souza

Co-orientadora: Profa. Dra. Maria Arlene Pessoa da Silva

Co-orientador: Prof. Dr. Ulysses Paulino de Albuquerque

Resumo: Muitas são as espécies vegetais utilizadas por populações humanas no tratamento primário à saúde. Pesquisas que se destinam a entender a relação existente entre os grupos humanos e vegetação encontrada no entorno destes, têm produzido informações sobre manejo, conservação e sustentabilidade. Poucas são as pesquisas nesse âmbito realizadas para a vegetação de carrasco. Nesse estudo fez-se um levantamento etnobotânico das espécies medicinais em uma área de carrasco, bem como, avaliou-se e sugeriu-se espécies com potencial para bioprospecção. A pesquisa transcorreu no período de agosto a novembro de 2010. Para a obtenção dos dados etnobotânicos foram realizadas entrevistas semi-estruturadas e lista livre. Com o intuito de avaliar as plantas medicinais que se destacaram foi analisada a importância relativa das plantas citadas pelos informantes locais e avaliadas também espécies que se sobressaíram quanto aos sistemas corporais baseado no fator de consenso do informante. Foi registrado um total de 105 espécies alocadas em 93 gêneros e 44 famílias que se destinaram ao tratamento de 100 enfermidades. Do total de espécies 19 apresentaram grande versatilidade quanto ao uso destacando-se Hancornia speciosa Gomes (mangaba), Ximenea americana L. (ameixa), Mentha spicata L. (hortelã), Ruta graveolens L. (arruda), Plectranthus amboinicus (Lour.) (malva - do - reino), Stryphnodendron rotundifolium Mart. (barbatimão), Rosamarinus officinalis L. (alecrim), Bowdichia virgilioides Kunth (sucupira) e Himatanthus drasticus (Mart.) Plumel (janaguba) com os maiores valores de importância relativa dentro da comunidade estudada. Quanto aos sistemas corporais tiveram os maiores valores de consenso, transtorno do sistema respiratório, transtorno do sistema genitourinário, transtorno do sistema nervoso, transtorno do sistema digestivo, dores e afecções não definidas e doença do tecido osteomuscular e tecido conjuntivo. Ximenia americana, Himathantus drasticus, Stryphnodndron rotundifolium, Bowdichia virgilioides e Hymenaea courbaril compreendem as espécies nativas passíveis de estudos mais aprofundados, pautado na versatilidade e no consenso de usos entre os informantes.

Palavras-chave: etnobotânica, espécies medicinais, FLONA Araripe, semi-árido

 

Powered by Phoca Download

Calendário

Maio 2022
D 2a 3a 4a 5a 6a S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4