Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Dissertações
Up

Estudo Químico e Biológico de Cajanus cajan (L.) Millsp (FABACEAE)

File Name:
dissertao samara brito pdf.pdf
File Size:1.70 MB
Date:26. Setembro 2018

Ano: 2011

Orientando(a): Samara Alves Brito

Orientador: Prof. Dr. José Galberto Martins da Costa

Resumo: Cajanus cajan (Fabaceae), é uma espécie de múltiplo uso, bastante utilizada como alimento humano. Na medicina popular, diversas partes da planta são usadas no tratamento de diabetes, hepatite, parasitoses intestinais e como antimicrobiano. O presente trabalho relata a composição química e as atividades biológicas de óleos essenciais e extratos vegetais das folhas e raízes de Cajanus cajan, bem como o conhecimento físico-químico e bromatológico dos grãos verdes e maduros dessa espécie oriundos do Cariri Cearense. Este estudo foi iniciado com a caracterização química do óleo essencial das raízes de C. cajan por meio de CG/EM, sendo o 7(11)-en-4-ol (38,9 %), 3-ciclosativeno (13,7 %) e α-copaeno (11,2%) os compostos marjoritários. A caracterização dos metabólicos secundários (taninos, flavonóides e alcalóides) presentes em ambos os extratos foi realizada através de prospecção fitoquímica. A avaliação da atividade antimicrobiana foi determinada pelo método de microdiluição, e a partir de concentrações subinibitórias (CIM 1/8) foi avaliada a atividade moduladora por contato direto de alguns aminoglicosídeos contra as bactérias: Staphylococcus aureus ATCC 12692, Staphylococcus aureus ATCC 6538, Bacillus cereus, Pseudomonas aeruginosa, Escherichia coli ATCC 25992 e Escherichia coli 27, e em associação com o fluconazol e cetoconazol frente a Candida albicans, C. tropicallis e C. krusei. A atividade antibacteriana também foi realizada por contato gasoso a partir de associações do óleo essencial das folhas de C. cajan com representantes de diferentes classes de antibióticos frente a P. aeruginosa e S. aureus. A avaliação do potencial antioxidante dos extratos foi realizado pelo método de seqüestro in vitro do radical livre DPPH (2,2-difenil-1-picril-hidrazila). Os grãos C. cajan foram caracterizados com relação às características físico-química (comprimento, largura, peso, pH e acidez) e bromatológico (umidade, cinzas, pectinas, carboidratos, lipídios, proteínas e fibras totais). Os olés essenciais e os extratos apresentaram potencial microbiológico clinicamente relevante contra a maioria das bactérias e fungos testados e também modificaram por contato direto a ação antimicrobiana da maioria dos antibióticos testados. Por contato gasoso o óleo essencial potencializou a maioria dos antibióticos testados, merecendo destaque a associação com a rifampicina com aumento do halo de inibição antibiótica em 136,9% contra S. aureus Em especial o extrato das folhas apresentou CE50 e CE90 inferior ao observado para o BHT (butil-hidroxi-tolueno). Os grãos verdes e maduros mostraram-se bastante nutritivo, sendo desta forma considerada como alimento funcional.

Palavras-chave: Cajanus cajan. Atividade antimicrobiana. Atividade antioxidante. Físico-químico. Bromatológico.

 

Powered by Phoca Download

Calendário

Maio 2022
D 2a 3a 4a 5a 6a S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4