Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Dissertações
Up

Pentastomídeos e Helmintos de lagartos das famílias Phyllodactylidae e Gekkonidae na Estação Ecológica de Aiuaba, estado do Ceará, Brasil

File Name:
vandeberg ferreira lima - 2016 dissertao.pdf
File Size:1.13 MB
Date:30. Janeiro 2018

Ano: 2016

Orientando(a): Vandeberg Fereira Lima

Orientador(a): Prof. Dr. Waltécio de Oliveira Almeida

Resumo: Foram registradas e analisadas as taxas de infecção por pentastomídeos para os lagartos geckonídeos Phyllopezus pollicaris, Gymnodactylus geckoides, Hemidactylus agrius, Ligodactylus klugei e Hemidactylus brasilianus coletados no bioma Caatinga. Com o intuito de verificar as diferentes taxas de infecção por pentastomídeos foi testado o efeito do sexo, tamanho e massa dos hospedeiros na abundância de parasitas. Foi realizado o Mann-Whitney teste U para verificar a influência do sexo dos hospedeiros e o teste de Spearman na verificação da influência da massa e tamanho dos hospedeiros na abundância de pentastomídeos. O total de 355 lagartos pertencentes a cinco espécies foram coletadas, mensurados (massa e tamanho do corpo) e tiveram os sexos definidos, sendo que quatro (P. pollicaris 15.9%, G. geckoides 1.4%, H. agrius 28.57% e H. brasilianus 4.16%) estavam infectadas com apenas uma espécie de pentastomídeo Raillietiella mottae com taxas de infecção calculadas segundo Bush et al. (1997). O tamanho do corpo e massa dos hospedeiros relacionados com a abundância de parasitas apresentaram valor significativo apenas para P. pollicaris, já a variável sexo não demonstrou resultado significativo na abundância para nenhuma das espécies testadas. Por fim, documentamos três novos registros de hospedeiros com H. agrius, G. geckoides e H. brasilianus.

Palavras-chave: Geckos, Parasita pulmonar, Semiárido, América do Sul

 

Powered by Phoca Download

Calendário

Maio 2022
D 2a 3a 4a 5a 6a S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4